Rei da Suazilândia descobre que 12ª esposa tem caso com ministro e manda prender os dois.

No Reino da Suazilândia, os habitantes devem garantir que não desonrarão a monarquia, uma das poucas remanescentes do continente africano. A regra vale também para as 15 mulheres do rei Mswati III, que parece não ter a mesma tolerância à poligamia quando praticada também por uma de suas companheiras.

Mãe de dois filhos e 12ª esposa do rei, Nothando Dube, de 32 anos, foi descoberta recentemente tendo um caso com Ndumiso Mamba, ministro da Justiça e amigo pessoal de Mswati III.

A resposta do rei à atitude dos dois não demorou. Descobertos juntos em um hotel perto da capital Mbabane, os dois estão presos e podem ter destinos diferentes, mas igualmente obscuros. Casado, Mamba foi acusado de “transgredir a casa de outro homem” e pode ser condenado à morte, enquanto Nothando Dube, em prisão domiciliar, enfrenta a possibilidade de ser banida da Suazilândia.

Por ordem do rei e apesar do grande interesse despertado entre o povo da Suazilândia, a história foi abafada pela imprensa local. No entanto, jornalistas da vizinha África do Sul não deixaram de o polémico caso.

Leia também: Rei saudita rejeita decisão americana sobre estatuto das Colinas de Golã

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.