O Liverpool, que perdera na primeira mão por 3-0, deu a volta à eliminatória, afastou o Barcelona e está, pelo segundo consecutivo, na final da Liga dos Campeões

O Liverpool venceu o Barcelona, por 4-0, dando a volta à eliminatória e conseguindo dessa forma incrível qualificar-se para a final da Liga dos Campeões.

Numa noite de mágica em Anfield, a precisar de reverter da derrota por 3-0, sofrida na primeira mão, os reds contaram com a noite inspirada de Origi (7′ e 79′) e de Wijnaldum (54′ e 56′) numa exibição que fez esquecer a ausência de Salah e Firmino.

O Liverpool qualificou-se pela nona vez para a final da Liga dos Campeões, ao golear em casa o FC Barcelona por 4-0, na segunda mão das meias-finais, depois do desaire em Espanha por 3-0.

O belga Divock Origi, aos sete e 79 minutos, e o suplente holandês Giorginio Wijnaldum, aos 54 e 56, marcaram os quatro golos dos reds, anulado os golos do uruguaio Luís Suárez e o bis’do argentino Lionel Messi, na primeira mão.

Os reds somam cinco títulos, em 1976/77, 77/78, 80/81, 83/84 e 2004/2005 e três finais perdidas, em 1984/85, 2006/07 e na época passada, quando caiu por 3-1 face ao Real Madrid.

Na final, o conjunto do alemão Jurgen Klopp vai medir forças com os holandeses do Ajax ou os ingleses do Tottenham, que se defrontam na quarta-feira em Amesterdão, com a equipa da casa em vantagem, depois do triunfo por 1-0 em Londres.

Leia mais em: Nicolás Maduro “perdoou a vida” aos militares sublevados

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui