António Correia Teles esteve com Isabel dos Santos na Sonangol, agora irá assumir um cargo de administrador não executivo na Nos.

Sem surpresas, os actuais elementos da comissão executiva da Nos estão todos incluídos na proposta para o conselho de administração da empresa, que será votada a 8 de Maio, e que assumirá a liderança da operadora no triénio 2019/2021.

Miguel Almeida, Ana Paula Marques, Manuel Ramalho Eanes, José Pedro Pereira da Costa, Jorge Graça e Luís Moutinho são os elementos actuais da comissão executiva da Nos e continuam na lista proposta para o conselho de administração da Nos, que, na proposta, não avança quem serão os executivos e não executivos, já que essa nomeação formal só acontece depois de eleitos na assembleia-geral e depois da primeira reunião do conselho de administração eleito.

Também sem surpresas, Jorge Brito Pereira, atual chairman da Nos, mantém-se na lista, tal como Cláudia Azevedo, que assumirá a liderança da Sonae este ano, e Ângelo PaupérioTambém, pela Sonae, se mantém João Dolores e António Lobo Xavier. António Domingues, que presidiu à Caixa Geral de Depósitos por pouco tempo, e que entrou na Nos em 2017, depois do caso CGD, mantém-se também no conselho de administração. Tal como Joaquim Oliveira, da Olivedesportos.

Do lado de Isabel dos Santos, o seu braço-direito em Portugal, Mário Leite da Silva, é também nome que se mantém, assim como Catarina Van-Dúnem.

Mas nestas representações há uma novidade. Lorena Fernandes, que está na Unitel, sai do conselho de administração da Nos; e entra António Lobão Correia Teles, que esteve com Isabel dos Santos na Sonangol, tendo saído da petrolífera depois da exoneração da empresária angolana no final de 2017. Apesar desta ligação à Unitel, na qual Isabel dos Santos é accionista, Lorena Fernandes era considera, segundo o relatório do governo das sociedades, administradora independente, a única, aliás que merecia essa distinção.

E esta é das poucas novidades desta lista proposta para o conselho de administração da Nos. A outra é a entrada de Paula Neves Oliveira, ligada à área de recursos humanos, que pelo currículo assumirá uma posição independente.

E com quatro mulheres  Ana Paula Marques, Catarina Van-Dúnem, Cláudia Azevedo e Paula Neves Oliveira  a lista cumpre a lei no que respeita à representatividade de géneros. É que o conselho aumenta o número de elementos para 17, pelo que 4 mulheres permite atingir os 20% obrigatórios para o género menos representado.

A Sonae e a empresária angolana Isabel dos Santos são os maiores accionistas da Nos. Têm 52,15% através da Zopt, na qual dividem o capital.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.