A Marinha dos EUA publicou uma alerta no Worldwide Navigational Warnings Service (WWNWS) indicando que irá proceder a um tiro de Míssil Balístico entre o dia 9 e 12 de Maio no espaço marítimo da Florida e que terá seu ponto de impacto final do Atlântico Sul ao largo da Costa da Província angolana do Namibe.

As 3 zonas de impacto intermediarias, correspondem ao ponto de queda de cada estágio do Míssil, entre o ponto de lançamento e o ponto de impacto final distante de 11.000 km do ponto de lançamento, sugere-se de que se trata de um míssil Balístico de tipo Tridente-II D5 que tem a capacidade de distribuir 12 bombas em alvos diferentes, apesar do número ser limitado a 8 por causa de tratados vigentes com a Rússia.

Trata-se provavelmente de um teste de um Míssil sem Ogivas Nucleares que será feito pelo Submarino Nuclear USS Rhode Island, talvez como um mero teste técnico ou pode ter um objectivo estratégico e político como forma dos Estados Unidos lembrar aos seus dois rivais globais, Rússia e China, que possui ainda possui a capacidade técnica e financeira manter uma frota de mísseis Balísticos para proceder a ataque Estratégico Intercontinental com Armas Nucleares. Tal manobra surge no contexto das pressões económicas que os Estados Unidos exercem sobre os seus rivais, como guerra comercial contra a China, Embargo ao Irão e a redução das receitas petrolíferas Russas por meio da Produção do shale Americano e do Crude Saudita.

Não encontramos qualquer informação no Portal do Governo angolano sob o lançamento e não se sabe se a Capitania advertiu os marinheiros Angolanos ou as barcas dos pescadores, sobre os perigos na zona de impacto do míssil, ou se as FAA ira monitorizar a zona para garantir a segurança do público.

Leia também: Crimes de guerra. EUA retaliam contra procuradora do Tribunal Penal Internacional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui