Através do Decreto Presidencial n° 75/18 de 28 de Junho, o Titular do Poder Executivo, Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, dá abertura à concretização de um dos principais sonhos dos Cuanzanortenhos.

Uma boa nota para a população dos municípios de Banga, Bolongongo e Gonguembo;

Está autorizada a despesa do valor total em Euros de 88.606.700 (oitenta e oito milhões, seiscentos e seis mil e setecentos euros) e formalizada a abertura de procedimentos de contrato para aquisição de serviços de electrificação dos referidos municípios.

Constante do Programa de Investimentos Públicos de 2017, o Projecto, autorizado por Decreto Presidencial, contitui-se num impulso imensurável para a concretização do “Renascer da Esperança”, visto tratar-se de um ganho que vai contribuir significativamente para a melhoria da qualidade de vida daquela população que há muito clama por este precioso bem, a energia eléctrica.

Com este este esforço financeiro do Executivo, reabre-se uma nova fase para os Cuanza-Nortenhos, que vêem desta forma um dos seus maiores ser concretizados, graças à estratégia do camarada Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, um homem visionário e profundamente comprometido em dar continuidade aos projectos que visam resolver os problemas do povo.

Enaltecemos de igual forma, o esforço abnegado e incessante do governador provincial José Maria Ferraz dos Santos, na intermediação da resolução dos problemas da população do Cuanza-Norte junto das estruturas centrais do Estado.

Trata-se de um programa ambicioso do Governo da província, que visa dar solução ao clamor persistente das populações e que já resultou na instalação da energia eléctrica no município do Quiculungo.

Parabéns aos munícipes da Banga, Bolongongo e Gonguembo

“PARABÉNS, CUANZA-NORTE, O RENASCER DA ESPERANÇA”

DECRETO PRESIDENCIAL N° 75/18 DE 28 DE JUNHO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.