O Presidente da República, João Lourenço, disse que quer consolidar a cooperação técnica e militar com a Rússia e que nesse processo existe disponibilidade para ir além do comércio e compra de armamento e instalar capacidade de produzir e montar equipamento militar e armamento russo em Angola.

Em declarações à agência de notícias russa, TASS, numa peça noticiosa com o título Angola quer construir fábricas de armamento russo, João Lourenço é citado a afirmar que a cooperação técnica e militar coma Rússia vai continuar e vai ser aprofundada como é desejo dos dois países.

E acrescentou: Quando estou a falar de cooperação não estou apenas a referir ao comércio e compra de armamento, estou também, se for possível, a dizer que queremos instalar em Angola capacidade de produzir e montar equipamento militar.

Queremos evoluir de compradores de equipamento militar e tecnologias para fabricantes e ter capacidade de montagem de equipamento e material militar russo no nosso país, disse ainda João Lourenço nesta entrevista à TASS.

Com este desiderato, João Lourenço procura diminuir a dependência externa do país na aquisição de equipamento para as suas Forças Armadas e ainda a criação de emprego para os angolanos.

A Rússia, como era igualmente a antiga União Soviética, é um dos grandes fornecedores de material militar e armamento a Angola, desde as simples armas ligeiras aos tecnologicamente avançados aviões de guerra.

Recorde-se que em 2012 os dois países acordaram na construção de uma fábrica de armas ligeiras em Angola. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.